Alguns tratamentos não-farmacológicos que tem funcionado em pessoas com a síndrome são: suporte psicológico, exercícios físicos de baixo impacto regulares, dieta balanceada e acupuntura. Se o tratamento for bem sucedido, haverá alívio da dor, melhoria da qualidade do sono, restabelecimento do equilíbrio emocional e melhorias no condicionamento físico, reduzindo a fadiga.
No caso da tensão, os músculos são endurecidos, resultando em dor nas costas e dor no pescoço. Quanto mais velho você obtém, mais vulnerável você é, porque nossas juntas se desgastam. Isso acontece mesmo que os músculos não estejam suficientemente movimentados. Nosso corpo envia sinais de alerta com a dor nas costas e no pescoço, se alguém perceber isso no tempo e também trata-os, para evitar problemas sérios. Se, no entanto, nenhum tratamento atempado for realizado, hérnia de disco ou escoliose pode ocorrer.
Os remédios indicados para combater a dor ciática podem ser o Paracetamol, Ibuprofeno, ou os mais fortes, derivados da morfina como o Tramadol,  mas um relaxante muscular e o Diazepan também podem ser indicados pelo ortopedista. Mas uma forma mais natural de combater a dor é tomar o complexo de vitamina B, já que esta melhora a saúde dos nervos do corpo.
Se tem muitas dores e mal consegue mexer-se, um relaxante muscular poderá ser bastante benéfico. Estes medicamentos atuam suprimindo a atividade nervosa ao nível do cérebro e da medula espinal. Podem ser administrados sozinhos ou em combinação com anti-inflamatórios não sujeitos a receita médica. Tome-os de preferência ao deitar, pois podem provocar sonolência. Também podem criar habituação. São mais eficazes quando administrados durante a primeira semana de dores nas costas.
Algumas patologias pulmonares (dos pulmões) podem também desencadear dor nas costas, entre outros sinais e sintomas. A pneumonia é uma infeção no pulmão, cujos principais sintomas podem incluir: febre, expetoração, falta de ar ou dificuldade em respirar, desconforto no peito ou dor do tipo “pontada” e “dor nas costas”. Para além da pneumonia, muitas outras doenças pulmonares podem desencadear dor.
O grupo de BP6 apresentou menor taxa de cesárea entre os grupos deste estudo. Já o GC, com 15,4% a mais de cesárea em relação ao grupo BP6, aproximou-se da taxa registrada no último relatório anual da instituição onde se realizou o estudo (44,5% de cesáreas em 2013); f porém, na análise estatística, não apresentou diferença significativa. Contrariamente, dois ECR mostraram redução significante no número de cesáreas, sendo de 10,0% dessa via de parto em um dos estudos 18 e 12,8% no outro. 7 No entanto, esses estudos incluíram somente mulheres nulíparas ou sem cesárea anterior.

Somente um médico pode dizer qual o medicamento mais indicado para o seu caso, bem como a dosagem correta e a duração do tratamento. Siga sempre à risca as orientações do seu médico e NUNCA se automedique. Não interrompa o uso do medicamento sem consultar um médico antes e, se tomá-lo mais de uma vez ou em quantidades muito maiores do que a prescrita, siga as instruções na bula.


A Acupressão é uma terapia alternativa que pode ser aplicada para aliviar a dor de cabeça, a cólica menstrual e outras dores que surgem no dia-a-dia. Esta técnica tal como a acupuntura, tem origem na medicina tradicional chinesa, sendo indicada para aliviar dores ou para estimular o funcionamento de órgãos através da pressão de pontos específicos nas mãos, pés, e braços.
Por vezes, as dores estendem-se até ao rabo, da zona posterior da coxa até à parte externa da barriga da perna ou mais, ou até à região inguinal. Os músculos estão em tensão e as costas rígidas. No caso de dores agudas, as costas dobram para a frente e para o lado. Por vezes, as lombalgias são acompanhadas por uma sensação aguda de picada ou formigueiro nas costas ou no rabo.
O alongamento baseado na técnica de Facilitação Neuromuscular Proprioceptiva (contrai-relaxa/mantém-relaxa) possui efeitos significativos na redução da compressão do nervo ciático, em conjunto com os alongamentos convencionais (estáticos – passivos e ativos) e com as manobras de mobilização neural. As últimas são complementares, tendo o papel de reposicionar os segmentos do nervo para reduzir a sua compressão.

Em um novo artigo científico publicado em junho deste ano, igualmente no Journal of Novel Physiotherapies, intitulado Podem as mão prover um novo tratamento para a fibromialgia? Um estudo piloto, a mesma equipe de pesquisa, desta vez reforçada com as participações de Heloisa Ciol (IFSC/USP) e Anderson Luis Zanchin (MM Optics), relatou as diferenças encontradas entre este novo tratamento e o primeiro (cuja aplicação combinada incidia apenas sobre o trapézio), tendo chegado à conclusão que o novo protocolo se apresenta como o mais eficiente para o restabelecimento da qualidade de vida dos pacientes acometidos com fibromialgia e para a redução quase integral dos estados de dor.
O objetivo da primeira consulta é entender a condição atual de saúde com o máximo de detalhes possível. Será discutido o histórico de saúde e irá se realizar uma avaliação física se necessário. Em alguns casos, será requisitado exames adicionais entre a primeira e a segunda consulta. O tratamento inicial e desenvolvimento do plano de tratamento são discutidos nesta sessão. A primeira consulta dura em torno de uma hora.
A dor nas costas, antes ou durante a menstruação, ocorre em mulheres jovens, sem filhos, com menstruação abundante, fumadoras, com um índice de massa corporal abaixo de 20Kg/m2 e com ciclos longos e/ou irregulares de uma forma mais frequente, apesar de poder atingir as mulheres sem qualquer um dos fatores de risco atrás enunciados. Dismenorreia é o termo clínico para nos referimos à menstruação dolorosa, dores menstruais ou cólicas menstruais, atingindo não apenas as costas mas toda a região abdominal (mais frequente).

As contraturas musculares são uma importante causa para o surgimento de dor nas costas, mais frequentemente, na região lombar. Muitas vezes, a dor aguda pode surgir com a realização de algum movimento como pegar num dado objeto, popularmente apelidadas de dar um “mau jeito nas costas”. A dor nas costas ao levantar da cama (ao acordar), pode também estar relacionado com más posições para dormir ou o colchão não ser adequado. A dor crónica, no entanto, na maioria dos casos, está relacionada com as alterações que ocorrem na coluna ao longo do tempo (com o envelhecimento). Este processo degenerativo inicia-se muito cedo, antes dos 30 anos de idade, e torna a coluna mais suscetível à dor.


A eletroneuromiografia é um exame minimamente invasivo, usado principalmente para confirmar suspeita de radiculopatia lombar, ou seja, dor na coluna lombar devido à compressão de nervos periféricos ou hérnia de disco. Os procedimentos do eletrodiagnóstico incluem a eletroneuromiografia e estudos de potencial evocado. A eletroneuromiografia avalia a atividade elétrica do músculo, e pode detectar se a fraqueza muscular resulta de um problema com os nervos que controlam os músculos. Agulhas muito finas são inseridas nos músculos para medir a atividade elétrica transmitida a partir do cérebro ou da medula espinhal de uma área particular do corpo, e testes de condução nervosa motora e sensitiva também são realizados para se avaliar a integridade do sistema nervoso periférico.

A dor pode instalar-se de forma gradual (vai doendo cada vez mais) ou, então, pode surgir de forma súbita (“repentina” ou “de repente”), sendo que este facto e a intensidade da dor não estão, por norma, diretamente relacionados com a gravidade do problema. A dor nas costas é um sintoma que deverá ser sempre avaliado pelo médico. Se a dor nas costas for muito forte ou se houver outros sintomas como febre, arrepios, perda de peso, dificuldade em respirar, problemas em se movimentar, entre outros sinais e sintomas a valorizar, deverá procurar um médico com urgência.
Lin Tchie Yeng – Com o uso exclusivo de anti-inflamatórios, a dor melhora por uns tempos, mas torna a aparecer. No tratamento da fibromialgia, medicação ajuda, mas não é o suficiente. É importante trabalhar com o lado físico e psicológico do paciente. Por isso, os antidepressivos representam uma primeira e conveniente opção. Associados aos analgésicos e anti-inflamatórios, diminuem os sintomas da dor. No entanto, pacientes com fibromialgia ou dores crônicas requerem abordagem multidisciplinar para que o tratamento apresente resultados mais eficientes.
Criar uma lista de desejos. Esse recurso permite que você acompanhe os itens que você está interessado em comprar no futuro. Depois de comprar os itens, eles saem da sua lista e passam para a lista de reordenação rápida. Para adicionar um item à sua Lista de Desejos, basta clicar no link Adicionar à Lista de Desejos. Você pode adicionar à sua lista quantos itens você quiser. Você pode navegar para esta lista através da Minha conta. 

Lin Tchie Yeng – Todos esses pacientes precisam ser avaliados individualmente. Entretanto, de maneira geral, os exercícios de relaxamento e alongamento são muito importantes, como é importante orientar a postura no trabalho, em repouso, nas atividades de lazer e o condicionamento físico para fortalecer o sistema cardiovascular. Carregar pesos costuma piorar a dor.
Sim, tratamento deve ser feito com um acompanhamento especializado e consiste no uso de medicamentos como antidepressivos, ansiolíticos, analgésicos e relaxantes musculares. Mas, principalmente na prática regular de atividades físicas como aeróbica e anaeróbica. Já a fisioterapia, o pilates e o fortalecimento muscular são grandes aliados para o controle da doença, porém é preciso também ficar atento na alimentação e ter hábitos saudáveis, essas pequenas atitudes farão uma grande diferença no dia a dia do paciente. Não podemos esquecer que é preciso ter uma boa noite de sono, pois ela ajudará muito na qualidade de vida de um portador de fibromialgia.

A acupressura pode ser aplicada em outras pessoas, mas cuidado. A maioria dos estados norte-americanos tem leis contra a prática de massagem ou médica sem uma licença. Faça apenas na família e com amigos. Preste atenção nos alertas. Explique o que você está fazendo e qual o resultado a esperar. As distâncias em palmos ou dedos mostradas no diagrama se referem às da pessoa em tratamento. A localização dos pontos varia de pessoa para pessoa. Procure por reações e peça respostas para bem equilibrar seus esforços.

As dores sacroilíacas também podem ser um sinal de uma emergência médica. Se, por exemplo, de repente deixar de controlar o funcionamento da bexiga, não conseguir conter as fezes, perder sensibilidade na zona inguinal ou surgirem sinais de paralisia numa ou nas duas pernas, deverá procurar um médico ou chamar o serviço de emergência. Os sintomas referidos podem ser sinais de um prolapso discal, o qual, quando não tratado, pode causar lesões permanentes.
Fibromialgia - Pratique exercícios físicos regularmente, pois esta é uma das melhores formas de controlar as dores causadas pela condição. Além disso, eles ajudam a manter o bom humor e a boa qualidade de vida. Mas, antes de começar a praticar, converse com o médico, que também avaliará se você deve usar medicamentos. Considere ainda a possibilidade de fazer terapias alternativas (como acupuntura, massagens terapêuticas e yoga) – apesar de elas não terem benefícios cientificamente comprovados, muitos pacientes relatam melhoras.
Dois outros ECR 15 , 18 avaliaram os efeitos da acupressão nos pontos IG4 e BP6, comparando com as parturientes de um terceiro grupo, sem intervenção; porém, não esclareceram o uso de uterotônicos. Em estudo de Salehian et al 18 houve menor tempo de TP quando analisados os grupos BP6 e IG4 versus GC (p = 0,001); e Kim et al 15 mostraram redução no tempo de TP em 127,9 min no grupo BP6 e 149,6 min no grupo IG4 em comparação com o GC. Na comparação dos grupos BP6 versus IG4, não houve diferença.
Benefícios: Fortalece todo o corpo para prevenir, bem como aliviar alergias. ponto longa vida, ponto de equilíbrio, para aumentar a energia, dor no joelho, dor gástrica, vómitos, distensão abdominal, diarréia, constipação, tontura, confusão mental, transtornos mentais, esquizofrenia, esclerose arterial, má digestão, especialmente de proteínas e carboidratos, diabetes, abcesso da mama, mastopatia, dor e inchaço no peito, efeitos secundários da radiação e quimioterapia. Fortalece e tons os músculos e melhora a condição da pele por todo o corpo.
A localização da dor varia consoante as raízes do nervo afetadas, mas é comum irradiar para uma das nádegas, para a parte posterior e externa da coxa, da perna e do pé ou para o primeiro dedo do pé. É comum a dor ciática estar associada à dor lombar. Também costuma haver perda de sensibilidade, diminuição da força muscular, sensação de formigueiro, aumento das dores nos períodos de pé ou sentado e intensificação da dor ao elevar as pernas, nas áreas referidas.

A cirurgia está indicada quando a dor é muito intensa ou não melhora ao fim de 6 a 12 semanas. A cirurgia visa corrigir a causa da compressão do nervo ciático. Sendo a hérnia discal a causa mais comum de dor ciática, a cirurgia mais frequentemente realizada é a remoção do disco intervertebral que provoca essa compressão, permitindo um alívio sintomático em 90 a 95% dos doentes operados.
Assim, a hérnia murcha e deixa de comprimir estruturas importantes, como os nervos. O tratamento cirúrgico está indicado apenas nos 10% dos casos em que a crise não passa entre três a seis semanas, em pacientes que têm crises repetidas em um curto espaço de tempo ou quando existem alterações esfincterianas (perda de controle para urinar e defecar).

Ao contrário do que muita gente pensa, o jeito mais eficiente de cortar alguns quilos é apostar na variação de ritmo ao longo de cada treino, o que na corrida recebe o nome de fartlek, e em exercícios intervalados. Isso faz o corpo trabalhar em diferentes zonas de frequência cardíaca, o que eleva o metabolismo e, consequentemente, a queima calórica. Assim fica mais fácil perder peso correndo.


Conforme bem estabelecido na literatura, as crises que acometem a coluna vertebral, notadamente a região lombar, decorrem de inúmeros fatores, sendo a maioria passível de modificação. Seguindo essa linha de raciocínio, um plano de ação para prevenir novas crises deveria focar incondicionalmente os fatores potencialmente modificáveis. O problema é que, nesse caso, serão necessários investimentos em médio e longo prazo, que exigem persistência e disciplina, condições cada vez mais em falta em um mundo que hipervaloriza a comodidade pessoal e abusa da tecnologia.
Imagine um fisioterapeuta que trata de maneira individual o paciente, executando todos os exercícios e procedimentos necessários a sua reabilitação, mas recebendo do plano de saúde a quantia ínfima de menos de R$ 20,00 por sessão? É aqui que o sucesso que o tratamento conversador deveria oferecer esbarra com as dificuldades do profissional, que precisa realizar muitos atendimentos por dia e, portanto, sem a mesma qualidade.
Geralmente, no entanto, dor nas costas não é negligenciado, mas é importante para garantir, através de um diagnóstico adequado, que a fonte do problema não é algo sério. Perpetrar má conduta sobre a saúde física é naturalmente uma estrada não seguir, e é por isso que ele olha para a frente para um tratamento médico especializado mesmo com a menor perturbação.
Tapete de massagem estimula pontos de acupuntura sem perfurar a pele. Ao contrário da acupuntura, não emprega o uso de agulhas que penetram na pele. O tapete de acupressão tem milhares de unhas de plástico que pontos de acesso (meridianos) por todo o corpo. A nitidez das unhas de plástico ativa o sistema nervoso simpático no corpo, que então ativa o sistema nervoso parassimpático, trazendo um relaxamento muito profundo e apoiando o processo de cura natural.
Conheça os principais usos da acupressão. Por mais que a técnica seja utilizada no tratamento de vários problemas de saúde, o uso mais comum é o do alívio de dores de dor de cabeça, dores no pescoço e dores nas costas. Muitas pessoas também utilizam a acupressão para controlar o enjoo, a fadiga, o estresse, a perda de peso e até mesmo alguns vícios. Acredita-se que a técnica ajude a reduzir a tensão muscular e promova um relaxamento profundo.[5]
Os produtos e as reivindicações feitas sobre produtos específicos no ou através deste site não foram avaliadas pela LuckyVitamin.com ou pelo Food and Drug Administration dos Estados Unidos e não são aprovados para diagnosticar, tratar, curar ou prevenir doença. As informações contidas neste site possuem apenas fins informativos e não pretendem substituir o aconselhamento do seu médico ou outro profissional de saúde, ou ainda qualquer informação contida no rótulo ou embalagem de qualquer produto. Você não deve utilizar as informações contidas neste site para diagnóstico ou tratamento de qualquer problema de saúde ou para a prescrição de qualquer medicação ou outro tratamento. Você deve se consultar com um profissional da saúde antes de iniciar qualquer dieta, exercício ou programa de suplementação, antes de tomar qualquer medicação, ou se você tiver ou suspeita que você tenha um problema de saúde.
×